Treinamentos de resistência melhoram a motivação para realização de exercícios?

Treinamentos de resistência melhoram a motivação para realização de exercícios?

Treinamentos de resistência melhoram a motivação para realização de exercícios?

Um estudo recente realizado na Universidade de Jyväskylä aponta que treinamentos de resistência aumentam a motivação para fazer exercícios e contribuem para que os idosos planejem seus exercícios. A motivação para fazer exercícios, e a eficácia dos mesmos são fatores chaves para treinamentos de resistência.

Os treinamentos de resistência podem manter e aumentar a força muscular e a capacidade funcional para quem está entrando na melhor idade, e é recomendado para idosos pelo menos duas vezes por semana. No entanto, apenas alguns seguem essas recomendações. Um estilo de vida sedentário faz mal tanto para a mente quanto para o corpo.

O estudo investigou os efeitos de um treinamento de resistência de nove meses sobre a motivação do exercício, planejamento de exercícios e eficácia do exercício. Além disso, foi examinado se esses fatores preveem a continuação do treinamento de resistência para o próximo ano após a intervenção. O estudo envolveu 104 pessoas saudáveis ​​com 65-75 anos de idade que não atenderam às diretrizes de atividade física para treinamentos de resistência no início do estudo e não tiveram experiência prévia em treinamento de resistência.

– Nove meses de treinamento de resistência regularmente aumentaram a motivação tanto para o treinamento quanto para a atividade física em geral: os idosos começaram a gostar de se exercitar. Além disso, o planejamento de exercícios aumentou, indicando que os participantes começaram a pensar em como iniciar e manter um estilo de vida fisicamente ativo, diz Tiia Kekäläinen, estudante de doutorado da Universidade de Jyväskylä.

Depois de completar o treinamento de resistência, quase metade dos participantes (46%) continuou o treinamento de forma independente. Aproximadamente metade deles participou em média uma vez por semana durante o ano seguinte e a outra metade duas vezes por semana. Os participantes que aumentaram sua motivação para o exercício durante os treinamentos foram mais propensos a continuar o treinamento de resistência duas vezes por semana.

– Os resultados sugerem que encontrar motivação para o exercício e aumentar a confiança em um estilo de vida fisicamente ativo contribui para a continuidade do treinamento de resistência de forma independente. Esses fatores devem ser levados em conta para promover a continuidade do comportamento, diz Kekäläinen.

Agende sua Consulta

Artigo originalmente publicado em Science Daily.