Como Tratar a Postura

Como Tratar a Postura

Conheça os principais métodos de tratamento de postura.

 

Como se forma e se Trata a postura. Essa é uma questão, que apesar de parecer duas perguntas em uma, na verdade só tem uma resposta.

Como se Forma e se Trata a Postura

Muitos foram os estudiosos da posturologia nos últimos 50 anos, principalmente na Europa, um deles muito conhecido aqui no Brasil por ter trazido o método conhecido como RPG, Phillippe Souchard, mas na verdade os estudos começaram muito antes, com Françoise Mézières a partir de 1947 com suas primeiras observações sobre a Cadeia Estática Posterior, uma sequência de aponeuróses (membranas fibrosas), que em sequência pela parte posterior do corpo poderíam transmitir forças de tração capazes de causar compensações posturais como hipercifoses e hiperlordoses.

Na mesma época, neurofisiologistas como Luria e Vigotzky começaram a entender que a genética era importante para definir padrões de movimentos e comportamentos da criança, mas o ambiente também influencia neste desenvolvimento e a somatória de todos estes fatores que definiam a aquisição de controles motores e por consequência a postura. Mas o que é a postura?

Por muito tempo trabalhou-se com a ideia de que a postura era uma entidade estática, que poderia ser moldada por posturas estáticas de tratamento, e, com a evolução do conhecimento percebeu-se a necessidade de trabalhar a postura dinamicamente, o que vai ao encontro dos estudos da neurofisiologia.

Fica bem claro ao estudarmos o Desenvolvimento Neuropsicomotor que cada movimento que o bebê começa a executar é uma aquisição motora, que gera novos programas de controle motor e que possibilita passar para uma nova fase de aquisição:

Extensão de cervical – rolar – sentar – engatinhar – andar

Mas estas aquisições não só facilitam a possibilidade de a criança chegar a andar, mas também tem grande influência na formação da postura, deixar de ser um “bloco” desenvolvendo assim as lordoses e cifoses fisiológicas. Qualquer alteração numa destas fases de aquisição pode gerar alterações posturais. É nisso que se baseia a psicomotricidade.

As cadeias musculares, que na verdade foram descritas pela primeira vez por Françoise Mézières, são apenas ferramentas que o corpo usa para gerar adaptações de curto ou longo prazo, ou seja, elas são coordenadas pelo Sistema Neurológico e ao mesmo tempo, por se moldarem pelo uso, com o tempo, acabam gerando adaptações do próprio Sistema Nervoso.

No final, entendemos que da mesma forma que a criança molda seu corpo pela função, o trabalho postural de um adulto não poderia evoluir na sua máxima complexidade sem que déssemos atenção à função. Portanto, a resposta para nossa questão inicial é que da mesma forma que formamos a nossa postura quando crianças a partir de movimentos, tratamos a postura do adulto a partir do movimento, função, gesto.

A repetição desses movimentos, sempre baseados em funções, geram sinapses (ligações entre neurônios) e novas adaptações no sistema osteomuscular a partir das Cadeias Musculares (sequências de membranas que envolvem músculos e cumprem determinada função), assim trazendo maior vantagem biomecânica nos gestos e ensinando o corpo a trabalhar de forma mais econômica.

O fato é que quando falamos em trabalho postural, estamos falando em desenvolver um meio de nossos movimentos e posturas ocorrerem de forma a gastar o mínimo de energia e com o maior conforto e equilíbrio. A conclusão é que nossos sistemas funcionam em conjunto, fazem parte de um macrosistema que chamamos de corpo e não é possível trabalhar um sistema isoladamente, ao melhorarmos a postura, melhoramos toda a funcionalidade do corpo, inclusive dos órgãos, daí vem o termo Cadeias Fisiológicas que Leopold Busquet traz em seu conceito e, como em qualquer Sistema multisistêmico, funciona em via de mão dupla, ou seja, na análise do Método Busquet desenvolvemos todo um raciocínio de como alterações em vísceras e órgãos podem afetar a postura.

Agende sua Consulta

Artigo Escrito Por:

Claudio CotterCláudio Cotter Fisioterapeuta

CREFITO 30874-F

Instagram: @ccotter77

  • Graduado em Fisioterapia pela Universidade Cidade de São Paulo;
  • Pós Graduado em Medicina Psicossomática – Associação Brasileira de Medicina Psicossomática;
  • Especialista em RPG;
  • Formação no Método Busquet;
  • Formação no Método Força Dinâmica;
  • Fisioterapeuta-assistente da Confederação Brasileira Macabi;
  • Ex-Fisioterapeuta da Seleção Brasileira Feminina de Futebol (CBF);
  • Colunista do Portal Ativo.com